Casa Guilherme de Almeida exibe sessão dupla com clássicos restaurados de Renoir e Fritz Lang

Para homenagear dois ícones da sétima arte: Renoir e Fritz Lang, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, exibe gratuitamente no dia 27 de junho, sábado, às 14h30, os filmes A besta humana e Desejo humano. A sessão dupla mostra a refilmagem feita por Lang de obras de Renoir.

Clássica adaptação da obra de Émile Zola, A besta humana (1938), obra de Renoir, conta a história de um problemático maquinista que se envolve com uma mulher que supostamente teria ajudado seu marido a cometer um assassinato.

Desejo humano (1954), refilmagem de Fritz Lang, atualiza a trama para contar a história de um veterano da Guerra da Coreia que retorna ao seu trabalho como maquinista, mas se envolve numa trama sórdida que tem como protagonistas um colega de profissão e sua esposa ardilosa.

A atividade acontece na sala Cinematographos espaço com programação diversificada e que segue o modelo dos grandes cineclubes paulistanos. As sessões Versátil é uma parceria com a distribuidora Versátil Home Vídeo que traz sempre clássicos cinematográficos em versões restauradas em alta resolução.

SOBRE A CASA GUILHERME DE ALMEIDA

Inaugurada em 1976, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, está instalada na residência onde viveu o poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. Seu acervo é constituído por uma significativa coleção de obras, gravuras, desenhos, esculturas, pinturas, em grande parte oferecidas ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Emiliano Di Cavalcanti, Lasar Segall e Victor Brecheret.

Hoje, o museu oferece uma série de atividades gratuitas relacionadas a todas as áreas de atuação de Guilherme de Almeida, da literatura traduzida ao cinema, passando pelo jornalismo e pelo teatro. Trata-se da primeira instituição não acadêmica a manter um Centro de Estudos de Tradução Literária no país.

SOBRE POIESIS

A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

SERVIÇO: Sessão Versátil

27/6, sábado, a partir das 14h30.

Inscrições: http://bit.ly/2rjWdTZ

Grátis. 45 vagas